domingo, janeiro 14

O dia em que o sol não nasceu.

E você tenta interromper o pensar para não tentar lembrar daquilo que você não pode esquecer não conseguindo esquecer lembrando mais do que se pode pensar. Pensa. Tantas palavras doces ecoando bem alto. E você tenta silenciar essas palavras por medo de escutá-las tão estridentementes de tal forma que te possam calar. Cala e te fala que não há como calar. E você fica confusa com medo de não fazer saber e agir. Chora. Um choro incompreendido de dor e amor. Chora. Lágrimas de medo. E você pensa repensa e não pensa e pensa em não pensar e faz o que o coração manda. Apenas me diga palavras bonitas! :)

2 comentários:

Aline disse...

Por hoje, apenas por hoje, não tenho palavras bonitas para dizer... beijão,

Aline disse...

Se vc desistiu do blog, avise-me; se não desistiu, avise-me também. Quero notícias suas. beijos,